terça-feira, 22 de dezembro de 2009

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Bolo Branco



200g de margarina
200g de açúcar
120g de farinha
125g de coco
5 ovos
1 c. chá de fermento
Côco qb para polvilhar
1 copo de leite morno

Batem-se bem as gemas com o açúcar, até formar um creme fofo. Junta-se a margarina derretida e bate-se bem. Adicionam-se, pouco a pouco, a farinha com o fermento e o coco. Por fim juntam-se as claras batidas em castelo. Deita-se numa forma untada e polvilhada e leva-se a forno quente.
Desenforma-se, cobre-se com o leite morno e polvilha-se com o restante coco, a gosto.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Receitas com Astérix

A Taralhouca não podia ser indiferente ao aniversário do Astérix, afinal são 50 anos de lutas contra os romanitos. E por isso, aqui estão duas receitas do livro de receitas " A COZINHA COM ASTÉRIX- para pequenos Gauleses desembaraçados e gulosos"
Ficaram optímas, por Toutatis!



Quadradinhos de Noz à Obélix



- 100g de chocolate de culinária
- 2 ovos
- 150g de açúcar
- 100g de farinha
- 125g de manteiga
- 100g de miolo de noz
- Sal

Derreter o chocolate com a manteiga no microondas e reserve. Bata bem a farinha, o açúcar, os ovos e uma pitada de sal. Misturar as nozes cortadas em pedacinhos e o chocolate derretido. Untar uma forma rectangular com manteiga. Deitar o conteúdo na forma e levar a forno previamente aquecido, cerca de 20 minutos. Depois de arrefecer cortar em quadrados.

Batatas Gratinadas da Companhia



- 800g de bata
- 1l de leite
- 400g de natas
- 2 dentes de alho
- 1/2 colher de café de noz-moscada ralada
- 50g de manteiga
Sal
Pimenta

Cortam-se as batatas às rodelas não muito finas e colocam-se numa caçarola. Junta-se o leite frio, sal e pimenta e vai ao lume. Retirar do lume antes que o leite ferva e escorrem-se as batatas. Cortam-se os dentes de alho ao meio e esfrega-se o tabuleiro. Colocam-se as batatas no tabuleiro e deitam-se por cima as natas misturadas com a noz-moscada. Espalhar por cima a manteiga cortada em pedaços e levar ao forno por 1 hora, se vir que gratina muito depressa tape com papel de alumínio.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Prémio

Acabou de chegar e ainda vem quentinho ali da amiga Vaquita.
Aqui está ele!!


E agarradinho a ele traz uma série de regras:

1- Exibir o selo (já está)

2- Escrever o link de quem o deu (já está)
3- Confessar coisas fofas da minha vida (ah! complicado, toda eu já sou uma fofura!!)
4- Passar o prémio a 3 blogues fofos... Não vou passar só a 3 mas a todos que me visitam ;)

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A Vida na Porta do Frigorífico

A Vida na Porta do Frigorífico
Alice Kuipers
Editorial Presença

ISBN: 9789722342469

Claire e a sua mãe vivem na mesma casa, mas, para todos os efeitos, é como se vivessem em planetas diferentes. As duas raramente se cruzam, e a porta do frigorífico acaba por se tornar a plataforma de contacto onde deixam recados uma à outra e se vão mantendo informadas acerca dos acontecimentos das suas vidas. Mas um dia Claire depara-se com um recado diferente do habitual, e a partir daí terá de lutar contra a distância que as separa e contra o tempo que se esgota… A Vida na Porta do Frigorífico é uma narrativa que mergulha no íntimo de uma relação entre mãe e filha e os sentimentos de apego, culpa, ressentimento e frustração que a convulsionam. Uma mensagem universal sobre o amor e a perda num romance de estreia comovente, que se lê de um fôlego.



Uma história comovente que, de maneira simples, nos coloca perante a realidade da vida. 
Com uma escrita muito simples, pois todo ele decorre à volta de notas deixadas na porta do frigorífico, é um romance que prende da primeira à última página. 

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Filetes de pescada capricho



Filetes de pescada
Pão ralado
Margarina
Margarina com alho
Sal

Passam-se os filetes, temperados de sal, por margarina derretida e depois por pão ralado, carregando bem para aderir. Colocam-se num pirex e regam-se com margarina de alho derretida. Vão a forno médio até estarem douradinhos.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Memórias de Um Vampiro

Memórias de um Vampiro - Tomo 1 - Trilogia Nocturnus
Rafael Loureiro
Editorial Presença

ISBN: 9789722342162


Memórias de Um Vampiro é o primeiro volume de uma trilogia onde romance e aventura se combinam para nos abrirem as portas a um universo repleto de emoções intensas, valores supremos e conflitos arrebatados. Daimon DelMoona, nascido no século XVII, viu o seu mundo desmoronar-se quando a mulher que ia desposar morre. Do seu sofrimento é resgatado por uma vampira, que lhe concede o Novo Nascimento. E assim começa uma odisseia que atravessa os séculos para culminar numa batalha contra o tirano Alexander, um vampiro sedento de poder. Para travá-la, novas alianças terão de ser forjadas, e um amor com ressonâncias do passado terá de ultrapassar duros obstáculos. Mas conseguirá Daimon vencer esta cruzada e concretizar o seu amor sem fim?



Para quem gosta de histórias de vampiros é um bom livro.
Embora a narrativa por vezes corra rápido demais, alguns aspectos poderiam ser mais  explorados, ganhando assim maior profundidade, gostei deste livro e espero ansiosamente os próximos volumes.

Para saber mais veja aqui 

sábado, 21 de novembro de 2009

Bolo de Coca-Cola




1 e meio copos de açúcar
2 copos de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 copo de coca cola
6 claras em neve
6 gemas

Cobertura
1 lata de leite condensado
150 gramas de coco ralado
meia lata (do leite condensado) de leite

Bata bem as gemas com o açúcar. Junte a farinha e a coca cola. Acrescente o fermento em pó e envolva as claras em castelo. Coloque em uma forma redonda untada com margarina.  Leve ao forno cerca de 40 minutos. Cobertura: Misture todos os ingredientes e bata cerca de dois minutos com a velocidade máxima da batedeira. Enquanto o bolo estiver quente fure com um garfo e regue com a mistura da cobertura.
Equivale um copo a 250 ml




segunda-feira, 16 de novembro de 2009

O Cromossoma do Amor

O Cromossoma do Amor

Bibá Pita e Inês de Barros Baptista

Difel

ISBN: 9789722909525
Bibá Pitta, nome por que é conhecida Maria Gabriela de Viterbo Pitta Gouveia, nasceu em Lisboa, em 1965.
Já fez muita coisa na vida, hoje define-se fundamentalmente como mãe de família e uma mulher intrinsecamente feliz, que vive de bem com o mundo.
O Cromossoma do Amor é um projecto que há muito vinha a ser pensado e que finalmente se concretiza graças a um encontro feliz com Inês de Barros Baptista. Um testemunho positivo que prova que a diferença é o sal da vida.

«Tudo o que faço na vida obedece, antes de mais, ao impulso do amor. Foi com base nesse impulso que me lancei na aventura deste livro. Que não pretende contar mais do que uma história entre uma mãe e uma filha, mas que, ao ficar escrita, poderá ajudar outras mães, outros pais e outros filhos que se cruzem com a diferença. Ou que um dia se deparem, como eu me deparei, com um cromossoma do amor nas suas vidas.»
Bibá Pitta


Nada melhor do que as palavras da própria Bibá Pita, tão bem passadas ao papel por Inês de Barros Baptista, para ilustrar o porquê das cinco estrelas:

"Estranhamente, nunca perguntei porquê. Porquê eu? Porquê a mim? Porquê um cromossoma a mais na minha filha Madalena? Eram perguntas sem sentido! Não só por não terem resposta, mas por sempre ter sabido que, na vida, nenhuma estrada é a direito e que temos de saber aceitar as subidas e as descidas, por mais íngremes ou a pique que apareçam, e que a cada encruzilhada se podem sempre revelar e abrir novos caminhos. Também nunca senti pena - que acho um sentimento horrível. Não senti pena de mim, nem pena da Madalena. Talvez o simples facto de a ter feito com amor atenuasse o sofrimento. Com menos de 24 horas, ela já era a minha filha muito amada. Podiam trazer-me mil e uma Madalenas, perfeitíssimas, normais, com os cromossomas certos, que eu não queria. Era aquela que eu amava, era aquela que era a minha, a minha índia, de pele clara e olhos rasgados, que eu ia amar sem condições, para o resto da minha vida."

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Bifes de Peru com Sopa Rabo de Boi



6 bifes de peru
1 sopa rabo de boi
1 cálice de Vinho do Porto
Natas de soja qb

Faz-se a sopa conforme as instruções do pacote, mas em metade da água, e junta-se o Vinho do Porto. Deitam-se os bifes e deixa-se cozinhar em lume brando até estarem tenrinhos. Juntar natas de soja a gosto.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Flores na Tempestade


Flores na Tempestade

Laura Kinsale

O Arco de Diana

ISBN: 9789896261214

Christian era um dos homens mais brilhantes e sedutores da alta sociedade inglesa. Um libertino que despertava paixões avassaladoras até que um trágico ataque o condena a um mundo de silêncio, sombras e loucura. Christian perde a capacidade de falar e a família coloca -o num sanatório , crente de que perdeu a razão. Maddy, de nascimento modesto e com um a alma simples e generosa , fica presa a este homem que lhe desperta sensações novas . Um homem que oscila entre a raiva e a frustração de estar preso ao silêncio, que a repele, mas que necessita da sua atenção e do seu carinho para o tirar daquele tormento solitário. A amizade que nasce entre os dois transforma-se num amor arrebatador. Fonte de necessidade , de desejo … e de uma paixão redentora. Laura Kinsale, autora best-seller norte-americana, traz-nos um dos romances de amor mais belos e originais de sempre. Uma história apaixonante e inesquecível que se converteu numa das novelas românticas mais elogiadas pela crítica e pelo público em todo o mundo.



Um livro onde é retratado o romance entre um duque, génio da matemática, que é mantido num hospício pela família, pois tomam-no por louco após um ataque que o deixou diminuído, e a filha do seu colega matemático, uma rapariga educada no seio de uma comunidade puritana.
Trata-se de um livro bom para nos acompanhar numa tarde de chuva, junto à lareira.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Bolo Mandarim




3 pudins Mandarim
6 colheres de sopa de açúcar
7 colheres de sopa de farinha
3 colheres de sopa de óleo
8 colheres de sopa de leite
5 ovos inteiros
1 colher de chá de fermento

Junta-se o pó dos pudins com os restantes ingredientes. Bate-se bem e deita-se numa forma untada com margarina. Vai ao forno cerca de 40 minutos. Fica baixinho mas é muito bom!


sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Histórias à volta da mesa

Histórias à volta da mesa

Oscar Wilde

Coisas de Ler

ISBN: 978-972-8710-11-8

Oscar Wilde demonstrou o seu génio literário através das suas obras em prosa, poesia e teatro, e é considerado um dos mais importantes escritores do século dezanove. No entretanto, o seu talento nato de inventor e narrador de histórias nunca foi muito divulgado. Durante toda a vida, Oscar Wilde deliciou os seus companheiros de café, jantares e reuniões sociais com magníficas histórias que deixavam os seus ouvintes literalmente pregados às cadeiras. Wilde encantava todo o tipo de pessoas, desde poetas a diplomatas, damas da sociedade e estudantes - como ele dizia - ''crianças dos oito aos oitenta''.

Embora nem todas essas histórias tenham sido recuperadas, algumas foram registadas por amigos e admiradores, e até passadas a escrito pelo próprio Oscar Wilde.


Wilde, no século XIX, encantava quem o ouvia e continua a deixar-nos hipnotizados pela sua criatividade e pequenos detalhes conferidos em cada história... Simplesmente fantástico!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Quadradinhos da Taralhouca

4 Ovos
4 Colheres (sopa) de açúcar
4 Colheres sopa de farinha
Compota a gosto

Batem-se as gemas com o açúcar até obter um preparado fofo.
Batem-se as claras em castelo e misturam-se ao preparado anterior, alternando com a farinha.
Deita-se a massa num tabuleiro forrado com papel vegetal, untado e polvilhado com farinha.
Alisa-se a superfície e vai a cozer a 200º, durante 10 a 15 minutos.
Depois de desenformado, divide-se em dois e recheia-se com a compota. Cortam-se em quadrados.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Acheron

Acheron
Sherrilyn Kenyon
Casa das Letras

ISBN: 9789724619255

Um deus nasceu há onze mil anos. Amaldiçoado num corpo humano, Acheron teve uma vida de sofrimento. A sua morte humana originou um horror indescritível que quase destruiu a Terra. Trazido de volta contra a sua vontade, tornou-se o único defensor da humanidade. Só que não foi assim tão simples...

Durante séculos, lutou pela nossa sobrevivência e escondeu um passado que não desejava revelar. Agora, tanto a sua sobrevivência, como a nossa, dependem da única mulher que o ameaça. Os velhos inimigos estão a despertar e a unir-se para matá-los - aos dois.


Dentro do estilo de literatura em que se integra, o romance paranormal, gostei bastante, embora não constituísse propriamente uma novidade, pois já tinha lido os volumes anteriores (dos quais apenas mais um foi editado em Portugal, pela Saída de Emergência), onde vão sendo lançadas algumas pistas e nos vamos ambientando com a escrita desta autora.
Qualquer um destes volumes pode ser lido independentemente, embora haja sempre algumas referências a acontecimentos anteriores.
Para quem gosta do estilo, recomendo.

Para saber mais, ver aqui

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Lulas com cerveja


400 g de lulas
30 cl de caldo de carne
20 cl de cerveja
1 cebola média
2 dentes de alho
azeite q.b
2 colheres (sopa) de polpa de tomate
salsa picada
1 folha de louro
Sal e piri-piri a gosto

Corta-se as lulas, depois de arranjadas, às rodelas. Faz-se um refogado com a cebola picada e o alho com o azeite, a polpa de tomate, a salsa, o louro e um pouco de piri-piri.
Junte o caldo de carne e, logo que ferva, adicione as lulas. Reduza o lume e quando as lulas já estiverem tenras, adiciona-se a cerveja e deixa-se cozinhar mais um pouco para engrossar o molho. Pode servir-se com batatas cozidas.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

A sabedoria dos mortos

A sabedoria dos mortos

Rodolfo Martinez

Saída de Emergência

ISBN 9728839669 / 972-8839-66-9

Durante a investigação de um estranho caso de suplantação de personalidade, o famoso detective de Baker Street vê-se envolvido numa intriga feroz entre duas seitas luciferinas - o lendário Amanhecer Dourado e a franco-maçonaria egípcia - pela posse do livro mais poderoso alguma vez escrito, o livro que abre as portas do próprio Inferno: o tenebroso e amaliçoado Necronomicon.Rodolfo Martinez coloca frente a frente dois dos grandes mitos literários de todos os tempos: o intelecto de Sherlock Holmes e a imaginação de H. P. Lovecraft. O resultado é uma narrativa apaixonante que poderia estar assinada pela própria pena de Sir Arthur Conan Doyle.

Três contos de leitura agradável onde o universo de Sherlock Holmes é invadido por Lovecraft, Drácula, Van Helsing ... O autor consegue agarrar bem a personagem conferindo-lhe um carácter de autencidade. “A Sabedoria dos Mortos” é acima de tudo mais uma aventura do famoso detective com algumas pinceladas de sobrenatural, que vale a pena ler.

domingo, 9 de agosto de 2009

Pãezinhos de Pequeno-Almoço


1/2 chávena de água morna
1/2 chávena de leite aquecido
2 colheres (sopa) de manteiga derretida (arrefecida)
1 colher (chá) de açúcar em pó
1/2 colher (chá) de sal
3 chávenas de farinha para pão
1/2 colher (chá) de fermento

Colocam-se os ingredientes na cuba da máquina, pela ordem em que são apresentados e marque o programa de amassar.
Quando a máquina parar, transfira a massa para uma superfície polvilhada com farinha e amassa-se ligeiramente.
Enrola-se a massa e depois, com uma faca, corta-se em fatias iguais. Com as mãos, enrola-se suavemente cada um dos pãezinhos até que tenham a espessura de um dedo. Peneira-se um pouco de farinha sobre os pãezinhos e levam-se ao forno a 200º, durante cerca de 15 minutos ou até que comecem a ficar dourados nas extremidades e tiverem completamente cozidos.

Substitui o açúcar em pó por açúcar amarelo e fiz com uma chávena de farinha integral e 2 de farinha nº 65.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Mãe e Filha

Mãe e Filha
Marianne Fredriksson
Editorial Presença

ISBN: 9789722333443

Com este novo título, Marianne Fredriksson explora o universo feminino e os laços que unem (e outras vezes afastam) mães e filhas. Katarina é uma mulher jovem e independente, que adora sentir-se apaixonada e que, de repente, descobre que está grávida. Ao decidir partilhar com o seu companheiro este momento de enorme felicidade, ele tem uma reacção totalmente inesperada e violente a Katarina vai parar a uma cama de hospital. E é lá que se confronta com o seu passado, que sempre a angustiou e que agora lhe vem à memória com a lembrança do seu próprio pai, um homem duro e igualmente violento que batia na sua mãe. Porém, este encontro doloroso conduzi-la-á a uma nova etapa da vida e fará com que a sua relação com a mãe se torne cada vez mais próxima e cúmplice. Juntas vivem experiências e sentimentos, e descobrem que o amor que sentem uma pela outra é tão forte a ponto de conseguir transformar as feridas do passado em meras lembranças que não mais as perturbarão. "Mãe e Filha" é um livro que explora as relações humanas e a maneira como estas moldam a personalidade de cada um e é, acima de tudo, uma história envolvente e inesquecível.


Com este livro, Marianne Fredriksson aborda não só as relações mãe/filha, como também outras temáticas sociais, tais como a violência doméstica.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Bolo de Queijo Mascarpone da Taralhouca

1 embalagem de queijo mascarpone
2 ovos
1/2 chávena (chá) de açúcar amarelo
2 chávenas (chá) de farinha
1 colher (chá) de fermento
Morangos em calda (a gosto)

Bater bem 2 gemas com o açúcar e juntar o queijo mascarpone, misturar bem.
Acrescentar a farinha e o fermento e bater bem. juntar os morangos a esta massa e envolver as claras batidas em castelo.
Levar ao forno a 200º, em forma untada e polvilhada, durante cerca de 50 minutos.

Nota: Fica um bolo baixinho. Eu usei uma forma de buraco mas também pode ser feito numa forma de tarte.


sexta-feira, 31 de julho de 2009

O Sonho de Inocêncio

O Sonho de Inocêncio

Gerardo Laveaga

Dom Quixote

ISBN 9722034375 / 972-20-3437-5

Em 1198, a Igreja Católica estava prestes a ser absorvida pelo império germânico. Nesse ano foi eleito Papa um aristocrata italiano que, com o nome deInocêncio III, conseguiu convencer a cristandade de que não era apenas o sucessor de S. Pedro, mas o representante do próprio Cristo na Terra. Isto permitiu-lhe levar a Igreja ao seu momento mais alto na História. Para isso, teve de enfrentar os reis da Europa, os hereges, os muçulmanos e, sobretudo, a si próprio. Inocêncio III determinou o que era o Bem e o que era o Mal, convocou duas cruzadas, fundou uma organização para supervisionar a ortodoxia (os dominicanos), «inventou» mecanismos de controlo como a confissão e o casamento indissolúvel, aniquilou a oposição (a Igreja de Constantinopla e o movimento dos cátaros) e chegou até a despojar do seu reino o monarca de Inglaterra…Considerado pelo teólogo Hans Küng «talvez o mais brilhante Papa de todos os tempos» e pela revista Life como um dos 100 homens mais influentes do último milénio, Inocêncio III é retratado neste deslumbrante romance como um homem que viveu intensamente o amor, o sexo, a solidão, o poder e o peso esmagador da responsabilidade.

A história de um homem desde sempre ligado à Igreja e toda a sua transformação pessoal perante a sua designação como sucessor de S. Pedro. Um romance histórico, que vale a pena descobrir, onde se revelam os enredos políticos da Igreja, através do olhar de Inocêncio III, um homem comum que apenas sonhava em unir a cristandade, não olhando a meios para atingir os fins...

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Aproveitamentos de Frango

Cebola
Cenoura
Sobras de frango
Azeite
Batata frita palha
Molho bechamel
Queijo ralado
Pimenta

Refoga-se a cebola e, quando estiver lourinha, junta-se a cenoura ralada e deixa-se apurar um pouco. Junta-se o frango e a batata palha, envolvendo bem e tempera-se de pimenta a gosto.
Deita-se num pirex que vá ao forno, cobre-se de molho bechamel e polvilha-se com o queijo.
Vai ao forno a gratinar.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

E Deus Criou as "Au Pair"

E Deus Criou as "Au Pair"
Smets, Pascale
Ulisseia
ISBN 972-568-532-6

As irmãs Nell e Charlotte seriam mães perfeitas, se não fossem as crianças… Divididas por dois continentes, trocam “e-mails” desesperados e espirituosos enquanto tentam lidar com as incalculáveis exigências da maternidade e com o caos doméstico. Considerado desde já como um dos romances mais divertidos do ano, este é talvez o livro que Bridget Jones escreveria quando casasse e tivesse filhos.


Um livro bem-disposto, onde as aventuras e desventuras de duas irmãs, e não só, nos vão sendo relatadas através dos mailes trocados.

Doce dos 3 pudins

3 pudins boca doce de sabores diferentes
Bolacha Maria qb
Côco ralado qb

Faz-se um pudim conforme as instruções do pacote e deita-se numa taça grande.
Espera-se até arrefecer ligeiramente e ganhar uma película. Coloca-se uma camada de bolacha maria por cima.
Procede-se da mesma maneira com os pudins restantes. Na última camada, cobrem-se as bolachas com o côco ralado.
Vai ao frigorífico e serve-se frio.

sábado, 18 de julho de 2009

Eça Agora - Os Herdeiros dos Maias

Eça Agora - Os Herdeiros dos Maias
Mário Zambujal
Luísa Beltrão
José Jorge Letria
Alice Vieira
João Aguiar
José Fanha
Rosa Lobato Faria

Oficina do Livro
ISBN:978-989-555-322-8

Tudo começa no Alegrete, palacete meio arruinado em que vive Afonso da Maia, avô de Carlos da Maia, jovem médico que se apaixona por Maria Hermengarda, fugindo dos ataques sensuais da Condessa de Varinho e deixando de lado a espampanante Lara Marlene, filha do riquíssimo Silvestre do Ó Saraiva, construtor civil que fez a sua larga fortuna através de métodos muito pouco recomendáveis. À volta de Carlos movimentam-se Damásio Malcede, o lisboeta novo-rico, João da Régua, o eterno futuro-ministro, o Palma Cavalito, director da Trombeta do Demónio, e muitas outras personagens herdeiras dos famosos "Maias" que se movimentam freneticamente numa crónica de costumes ao gosto deste tempo prodigioso do replay e do fast food. No meio deste enredo surge mesmo o espírito de Eça de Queiroz a pôr alguma contenção a personagens e autores.

Apesar de serem 7 os autores deste livro, conseguiram criar uma história única, sem qualquer pretensão de imitar o grande Eça. Uma novela divertida, com personagens que reflectem muito bem o Portugal do séc. XXI, onde a crítica social lembra o senhor do "monóculo entalado num dos olhos trocistas..."

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Bolo de Bacon


200 g de bacon
150 g farinha
100 g de queijo ralado
3 ovos
1 cebola
1,2 dl de leite
1 dl de azeite
1 colher (sopa) azeite
1 colher (chá) de fermento em pó

Unta-se uma forma de bolo inglês e liga-se o forno a 180º.
Corta-se a cebola, descascada, em meias luas e deita-se para uma frigideira juntamente com a colher de sopa de azeite, leva-se ao lume e cozinha-se até ficar transparente. Adiciona-se o bacon em pedaços e cozinha-se mais 10 minutos. Retira-se do lume e deixa-se arrefecer.
Deita-se a farinha e o fermento para uma tigela e mistura-se, junte os ovos, o dl de azeite e o leite e bate-se bem.
Adiciona-se a mistura do bacon e o queijo ralado e mistura-se delicadamente. Coloca-se na forma a mistura obtida e leva-se ao forno durante cerca de 40 minutos (depende do forno). Desenforma-se e serve-se morno ou frio.

Dica da Semana, 23 de Abril de 2009

domingo, 12 de julho de 2009

A Felicidade Mora ao Lado

A Felicidade Mora ao Lado
Edições Chá das Cinco
ISBN: 9789898032317

Deliciosamente romântico e com personagens maiores do que a própria vida.

Tudo começa com um cortador de relva vermelho novinho em folha. Quando Nancy vê o seu presente de Natal no relvado, compreende que a jóia que pensava ser para si deve estar no corpo de outra mulher. A sua melhor amiga, Carmen, não está surpresa (ela nunca gostou do Jonathan) e convence Nancy a deixar Edimburgo e a instalar-se no seu apartamento de luxo em Londres, grande demais para Carmen desde que o seu marido — uma estrela milionária do rock — morreu.
Pouco depois, Nancy conhece o delicioso Connor O’Shea — este vive mesmo ao seu lado — e a sua filha Mia, que tem grandes planos para o pai. Também Carmen, que sempre dissera não querer mais nenhum homem na sua vida, sente um arrepio quando está junto de Joe — um borracho que costuma fazer trabalho voluntário. Infelizmente Joe não é exactamente quem aparenta…

Um romance leve com personagens engraçadas e um pouco loucas! Boa companhia para a praia ou uma esplanada em tempo de Verão.

Almôndegas à Alemã

400g de carne picada (vaca e porco)
1 ovo
1/2 cebola pequena picada
Pão ralado
Sal qb
Pimenta qb
1 cebola média picada
Azeite qb
2 colheres (sopa) polpa de tomate

Misturar a carne com o ovo inteiro, a 1/2 cebola picada, o pão ralado, o sal e a pimenta. Amassa-se tudo até ficar bem misturado. Se ficar muito mole pode juntar-se mais um pouco de pão ralado.
Põe-se um prato com um pouco de vinagre e outro com farinha; molham-se as mãos no vinagre e vão-se formando bolas, que se envolvem na farinha e se colocam num prato.
Entretanto, refoga-se a cebola no azeite e tempera-se de sal e pimenta. Junta-se uma chávena de chá de água e a polpa de tomate. Deixa-se ferver em lume brando 5 minutos e colocam-se as almôndegas, dixando-as ferver em lume brando 10 a 15 minutos.

terça-feira, 7 de julho de 2009

O Décimo Terceiro Conto

O Décimo Terceiro Conto

Diane Setterfield

Editorial Presença

ISBN: 9789722337328

A existência da bem sucedida escritora Vida Winter sempre foi um autêntico mistério para todos, inclusive, para os jornalistas. Do mesmo modo, enigmático também é o facto de a sua primeira obra, intitulada Treze Contos de Mudança e Desespero conter apenas doze.
Todavia, a escritora endereça uma carta a Margaret Lea, biógrafa e filha de um livreiro, dispondo-se a contar-lhe toda a verdade sobre a sua vida.
Deste modo, Margaret vê-se envolvida pelas histórias dramáticas que marcaram a família Angelfield, numa teia onde a ficção e a realidade se fundem e confundem. Perante a ameaça da morte, a escritora continua a diluir as fronteiras que separam o imaginário do real, deixando escapar vestígios de obras como a Paixão de Jane Eyre ou O Monte dos Vendavais, assumindo-se o real quase como imitação do mundo ficcional.
Apenas no final, a verdade emerge, embora, por vezes algo difusa, acima de todas as ilusões, materializada, precisamente, no «Décimo Terceiro Conto»


Um dos direitos dos leitores é não falar no que leu, por isso apenas digo que gostei muito! Um livro que vale a pena.

espreitar aqui

terça-feira, 30 de junho de 2009

Chili

500g de carne picada (vaca e porco)
1 lata grande de feijão vermelho
1 cebola grande picada
2 dentes de alho
1 folha de louro
Azeite qb
Polpa de tomate qb
Piripiri a gosto
Sal e cominhos qb

Refoga-se a cebola com o alho e o louro, em azeite. Junta-se a carne e envolve-se no refogado, mexendo sempre, até a carne alourar e ficar solta.
Junta-se o feijão e a polpa de tomate. Tempera-se com sal, piripiri e cominhos, envolvendo muito bem. Deixa-se cozer e apurar, em lume muito brando, durante cerca de 30 minutos, se for necessário, junta-se um pouco de água.

sábado, 27 de junho de 2009

Lamento, mas isso não se faz

Lamento, mas isso não se faz

Françoise Xenakis

Difel

ISBN: 9789722903523
Inspirado em factos veridicos, este romance é a história de duas irmãs que viveram na Irlanda no fim do século XIX. Duas famílias vizinhas de grandes proprietários rurais, tinham combinado o casamento de dois dos seus filhos, Mary e Brian, com o único objectivo de ampliarem as suas propriedades e fortunas. Porém, logo a seguir ao casamento, no próprio dia, Mary descobre que a irmã Grace está grávida de Brian. A paixão de Brian e Grace vem contrariar todos os planos das famílias e da própria Mary. Numa Irlanda ultracatólica, esta relação tem de ser castigada e são obrigados a exilar-se em Inglaterra, onde levarão uma vida de miséria. Mary por seu turno, partirá para a Rússia onde começa como governanta do escritor Tolstoi, vive uma forte paixão com Rasputine, chega mesmo a encontrar-se com o casal Lenine, acabando por se tornar a condessa Teresowska, herdando uma enorme fortuna. Contudo, o ódio de Mary e a sua sede de vingança não esmorecem e perseguirá a irmã mais nova, até para além da morte.

Uma paixão de sempre, uma vingança para sempre: nisso se baseia todo o percurso de duas irmãs. É dificil ler este livro sem sentir empatia pelas personagens, quer pela sua simplicidade quer pelas situações em que se envolvem.